quinta-feira, 26 de maio de 2016

Dragon Blood Series - Lion

Exibição: Abril a Maio de 2015

Diretor: Od Bandit Thongdee

Canal: Channel 03

Episódios: 10

Sinopse: Songgrod (Tik Jesadaporn) é o único filho do líder da gangue Lion que pensa em se aposentar, mas seu filho volta da América sem a permissão do pai o qual não queria vê-lo envolvido com os assuntos da gangue. Então o pai de Songgrod tolera a presença do próprio filho na Tailandia apenas para que cuide dos assuntos da empresa, desde que não se envolva com a gangue. O chefe da gangue tem um filho adotivo, Mong (A Passin) e é para ele é que quer entregar o comando da gangue. Enquanto isso Jirusaya (Mew Nittha) vive tempos de dificuldade financeira com a família e no dia da comemoração inicial seu caminho acaba se cruzando com Songgrod, o qual se apaixona a primeira vista.

Continuando a série Dragon Blood Series (Mafia Luerd Mungkorn), a segunda sequência é sobre a gangue Lion. Além de termos um começo dentro da vida daquele clã também recomeçamos pela perspectiva da outra gangue sobre os acontecimentos do primeiro capítulo de Tiger (a comemoração). Como disse no post de Tiger, todos os cinco dramas dessa série acontecem ao mesmo tempo. Então vemos também os protagonistas das outras séries interagindo nessa, assim como houve em Tiger. O que é muito legal parece um quebra-cabeça que só pode ser montando os poucos. Ao longo da série acontecem cenas e tensões entre personagens que você consegue entender, mas entenderá de verdade apenas quando chegar a hora de ver o drama do respectivo protagonista.


Esse drama tem uma pegada totalmente diferente do Tiger. Tiger era bem mais romântico e focava bastante no relacionamento do casal, não digo que isso não existe em Lion, mesmo porque o casal é bem fofo, mas não é naquela intensidade. Conseguimos ver que o diretor dessa sequência quis focar mais na família tanto da Ju (apelido de Jirusaya) como de Songgrod, então ousou dizer que realmente a história das famílias acaba sendo mais importante no drama.

Cada gangue tem seu líder e fazem parte da associação Sangue do Dragão, o atual líder é chamado de grande irmão e é pai de uma das protagonistas dos cinco dramas. Vale lembrar que essa série de dramas foi inspirada num famoso livro de histórias, ou seja, é uma adaptação. Então nesse drama vemos que o grande irmão quer sair da liderança e passa-la para o pai de Songgrod, mas ele quer se retirar dos negócios e colocar Mong à frente. Então a confusão está armada.


Quando voltamos para a confusa família de Ju, percebemos que sua mãe odeia totalmente a máfia e não quer ver a filha envolvida de forma alguma. Enquanto isso a avó de Ju quer vingança pela morte do filho, ela culpa a gangue Lion pelo feito. Para você entender melhor, a mãe de Ju se casou com alguém da máfia e teve a filha, depois o pai dela morreu (uma morte muito sem explicação) e ela se casou novamente com outro homem, só que da gangue Lion. Desse casamento nasceu Wei (Yongsin), há cerca de uns oito anos de diferença de idade entre Ju e Wei. Então a avó de Ju não é sua avó verdadeira. Como o pai de Wei mergulhou-se em dívidas tirou acabou por tirar a própria vida e então a mãe de Ju teve que trabalhar loucamente a vida toda para sustentar todos. A avó ajuda vendendo porções medicinais.


Posso destacar alguns pontos diferenciados de cada um. Songgrod está sempre em sua moto e num sai sem suas duas armas guardadas dentro de coldres por baixo da jaqueta. Ju ajuda a mãe a vender doces da rua enquanto procura um emprego para poder pagar os estudos de Wei. A mãe de Ju é constantemente intimidada pela avó por ter pago os estudos da filha que se formou em contabilidade ao invés de deixar ela sem estudos e dar estudos apenas para o irmão.

 

Ju e Songgrod se veem pela primeira vez na comemoração. Ela acaba aceitando a doação de alimentos da gangue e depois de alguns passos entrega para uma velhinha que não conseguiu chegar ao grupo para receber a doação. Achando que ficaria assim, sem os mantimentos, se virou para ir embora, mas um dos subalternos da gangue Lion foi entregar uma nova bolsa de mantimentos para Ju. Songgrod havia observado tudo de longe e na primeira vez que viu Ju se apaixonou por ela.


Então começa a batalha sem fim de Songgrod para trazer Ju para perto dele seja através de emprego ou por outros caminhos a fim de que ela esteja sempre com ele. A verdade é que ele sempre jura protegê-la, mas Ju acaba sempre sendo ameaçada ou ferida. Viver ou trabalhar com um herdeiro de uma gangue não faz bem pra saúde de ninguém... Songgrod ama de verdade Ju por isso não mede esforços para conquistá-la e fazer com que sua família o aceite.


Um casal secundário do drama que é muito fofo é a cantora Yokmanee (Veerawan) que aperece bastante em Tiger, com o braço direito de Songgrod, Aun (Au Tanakorn). Eles formam um lindo casal e para mim, muitas vezes roubaram a cena.


Mas nem tudo é um mar de flores e assim como tinha alguém tentando matar Parob em Tiger, também há alguém tentando matar Songgrod e isso traz muitas cenas de ação para o drama. Fora uma memorável cena dos cinco herdeiros das gangues e amigos lutando juntos. Muito legal mesmo! Eu confesso que fiquei totalmente ansiosa para ver a próxima parte já sempre eles aparecem juntos em algum ponto e isso deixa todo o drama muito dinâmico. Tik esteve incrível como Songgrod, eu já gostava do trabalho dele antes, agora gosto ainda mais ^^

A foto a seguir é de uma participação em um programa de TV e só de ver a foto deles vemos o tanto que o visual dessa atriz ficou, digamos feio, ao longo do drama. Ela está muito mais bonita no programa.


Não percam os próximos posts dessa série, pois vou continuar assistindo e trazendo minha opinião para vocês. E acreditem, não abordei nem metade do que acontece ao longo dos 10 capítulos nessa resenha, então tenham certeza que há muito mais história em cada um desses dramas do que podem imaginar.


11 comentários:

  1. Oi minha blogueira oriental haha! Essa série parece ter muitas aventuras... Beijos kelenzinha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Debora!
      Vale muito a pena assistir ;)
      bjos

      Excluir
  2. Kelen, suas dicas pra séries são ótimas!! Todas recomendadas por você eu adoro <3 já quero ver um pedacinho dessa hahahaha
    Um beijão da Mile <3
    vishamiga.blogspot.com
    canal do youtube: https://www.youtube.com/channel/UCXTX-057_RXEFPr12AwvXDQ

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Milena!
      Fico super feliz que esteja gostando das minhas indicações ^^
      Bjos

      Excluir
  3. Acho que nunca assisti uma série assim oriental hahah adorei a indicação, bom pra sair um pouquinho da zona de conforto!

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Carol, cuidado pra não viciar que nem eu rsrsrs
      Bjos

      Excluir
  4. Oibom eu acho
    eu acho o enredo desse interessante, mas não sei se leria
    achei um pouco com cara de novela mexicana, ainda não assisti dramas asiáticos com gangues sendo protagonstas.

    momentocrivelli.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Denise!
      Lakorns tem sim algumas características de novelas mexicanas. Eles puxam muito mais para emoção do que para o sexo como as novelas brasileiras. Depois dê uma olhada nos meus posts antigos que explico melhor a diferença de Lakorns para os outros tipos de dramas coreanos e japoneses.
      Bjos

      Excluir
  5. Oi, Kelen!
    Eu não sabia dessa série e acho que ela não faz meu estilo :(
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  6. Vou começar a assistir espero que esteja tão boa quanto parece 😉

    ResponderExcluir

♥ Theme por Erica Pires © 2013 • Powered by Blogger • Todos os direitos reservados • Melhor Visualizado no Google Chrome • Topo